Novidades

‘Meu pai tinha um coração muito bom’, relembra João Augusto Liberato

Gugu Liberato morreu no dia 21 de novembro de 2019, aos 60 anos, após sofrer um acidente doméstico, em Orlando, nos Estados Unidos. Na época, a família do apresentador realizou seu desejo de doar seus órgãos. Ao todo, Gugu conseguiu beneficiar cerca de 50 pessoas.

Neste domingo, após dois anos da morte do apresentador, os três filhos de Gugu, João AugustoMarina e Sofia Liberato lançaram a campanha #50Vidas que tem o objetivo de promover uma corrente nas redes sociais para incentivar as pessoas a também se declararem doadoras de órgãos.

João, Marina e Sofia chegaram a postar em suas redes sociais e nas redes da @GuguVive um pedido para que as pessoas façam um post de foto ou vídeo com a hashtag #50Vidas escrita na palma de suas mãos e espalhem a mensagem de apoio a doação de órgãos.

Em post na web, os herdeiros falaram a respeito da importância da causa.

“Com a pandemia, as doações de órgãos caíram drasticamente. Mas, incentivamos as famílias a autorizarem a doação quando for a hora. Pela nossa experiência, a dor de uma família pode ser atenuada com este ato de amor e trazer a alegria para muitas pessoas”.

“Queremos lembrar que uma única pessoa que doa, pode ajudar diversas pessoas que estão na fila aguardando. Uma única pessoa pode evitar que diversas famílias sofram com a perda de seus entes queridos. Uma única pessoa pode salvar dezenas de vidas”, disseram os filhos do apresentador.

Em entrevista ao “Domingo Espetacular”, da Record TV, deste domingo, 21 de novembro, João Augusto Liberato, filho do apresentador Gugu Liberato, falou da importância da campanha.

Deixe seu comentário